minima

naming / logotipo / conceito / copywriting

minima

manifesto / planeta a

se a sustentabilidade das multinacionais assenta na sua capacidade de antecipar e implementar novas necessidades, criar estratégias para ditar a sua relevância e lidar com a constante demanda de expandir o seu espólio, tal como a ambição que moveu os maiores exércitos, será possível que a mais prolífera consiga impor a sua soberania para nos condicionar? à medida que as peças de xadrez avançam vagarosamente, surge a primeira omni-brand portuguesa que, numa clara demonstração de esperteza, entra a meio do jogo e abana o tabuleiro. ela põe tudo preto no branco, valendo-se da sua identidade inusitada, irónica, fatalista, antagónica e por vezes, demasiado honesta. enquanto o rei vai nu e ninguém come a rainha, uma pergunta permanece. quem vai ganhar a partida? não faço a mínima.

naming, logo design, brand identity, debranding, transbranding, co-branding, unbranding, universal branding, evo branding, future branding, design thinking, dyslexic thinking, shower thinking, just thinking e storytelling para primeira omni-brand portuguesa.